O Remédio para meu estresse 4

BR

3 semanas atrás 37 hits ID #2131

Descrição

Enfim, lá estava eu diante daquele sorriso singelo me orientando a entrar e depois de uma breve conversa e de me despir mais uma vez eu esta entregue, nu recebendo o toque daquelas macias e quentes mãos untadas de óleo de um homem.
Como na vez anterior a massagem iniciou pela parte de trás da nuca até meus pés sentindo as mãos macias, quentes e untadas de óleo em movimentos que me deixavam em um misto de relaxado a exitado e assim como na vez anterior ao me virar de barriga para cima novamente meu pau estava teso, duro feito um poste apontado para cima, mas diferente da ultima vez eu não estava envergonhado.
Enquanto a massagem acontecia, contei sobre as questões que me afligiam em minha família e com sua voz serena o massagista me disse que eu estava sofrendo por estar em uma posição submissa e permitindo que os outros usurpassem minha capacidade de tomar decisão e principalmente meu lugar de hierarquico de chefe da família. Refletindo sobre aquelas palavras tendo meus pelos do peito acariciados percebi que meu massagista tinha razão.
Agradeci ao jovem rapaz e disse suas palavras foram como um sol para as sementes de ideias em minha mente e que já tinham brotado soluções, mas quanto a minha esposa talvez não fosse tão fácil afinal não era apenas o desejo dela que havia diminuido suas crenças eram muito fortes e ate então era muito dificil a convencer ate mesmo de me chupar coisa que ela não gostava de fazer e eu não queria forçar ela a fazer algo que ela não estivesse disposta a fazer.
_ Não se sinta menos por isso, não são todas as mulheres que gostam de fazer oral na verdade a maioria não gosta sendo que algumas fazem apenas para satisfazer os maridos.
_ Você tem razão e o pior é que fico na mão.
Digo ao jovem rapaz.
_ Mas quanto a isso posso te ajudar…
O massagista então acaricia meu saco e inicia aquela massagem no períneo que tanto gostei da vez anterior e me surpreende dessa vez massageando meu pau com sua boca. O jovem inicia sugando a cabeça de meu membro e depois engole tudo me fazendo sentir sua garganta sobe e desce sua cabeça engolindo e masturbando meu falo com uma mão enquanto seus dedos na outra mão cada vez mais ousados exploram a orla de meu anos e quando aproveito aquela boca maravilhosa percebo novas sensações ao sentir um dedo invadir meu anos, mas diferente do que havia em meu imaginário não era uma sensação ruim, devido a oleosidade untando os dedos e meu estado de relaxamento e tesão meu cu se abria aquela experiência e dois dedos invadiam e me exploravam por dentro me causando um tesão nunca sentido antes meu corpo se arrepia e soa é impossível não gemer minha mão inquieta acaba saindo da mesa e esbarrando no jovem massagista me fazendo perceber seu volume o que por instinto me faz dar uma apertada naquela tenda feita pelo membro duro empurrando o tecido da calça.
Liberto o falo teso do jovem e passo a masturbalo percebo um membro branco com veias azuladas e de cabeça rolada.
Safadamente percebo o jovem trazer seu corpo para perto de minha cabeça.
_ Sua mulher não gosta, mas você ja experimentou?
Me questiona o massagista.
_ Nunca, mas confesso que estou com água na boca só de ver.
O rapaz então pega seu membro e passa a cabeça de seu pau em minha boca e minha lingua leva aquele sabor salobro para dentro e sem exitar abocanho o membro do jovem que sobe sobre a maca nos proporcionando a experiência de um 69 onde ele chupa meu pau me masturbando enquanto eu mamo aquela mamadeira de carne.
Como minha esposa não gosta disso? Dessa sensação de sentir este órgão quentinho este sabor diferente, mas saboroso? Me passava pela cabeça. O rapaz então acelera os movimentos não apenas da boca mas de seus dedos entrando e saindo do meu cu e acho tão bom que tiro seu pau da boca e peço
_ Me come, me come agora.
O rapaz sem perder tempo nem dizer uma palavra salta de cima de mim pega em uma gaveta um preservativo e um tubo de pomada encapa seu cacete e enfia seu dedo untado com algo parecendo um gel e em seguida me penetra perguntando se estava doendo, mas eu estava em um estado de tanto tesão que só senti prazer, era uma sensação indescritível ser penetrado preenchido por aquele jovem segurando minhas pernas abertas.
Cada vez que seu penes saia de dentro de mim eu queria que ele voltasse e cada vez que ele acelerava eu queria mais. Como é bom essa sensação de fricção eu já conhecia a do pau no cu, mas era a primeira vez que eu sentia a do cu no pau. E diferente do que eu era levado a crer eu não estava sentindo dor ou desconforto, pelo contrário só prazer e tesão.
De repente percebo a respiração do massagista mudar seu pau inchar ainda mais dentro de mim e por fim seu gozo. Eu quase gozo, então o jovem encaixa um preservativo em mim e sobe sobre mim e cavalga em meu cacete duro que não vai muito tempo e gozo dentro daquele jovem rapaz parecendo um anjinho de olhos verdes e cabelos encaracolados empalado em meu cacete.
Depois ele me explica que não senti dor por conta do gel anestésico que ele havia usado e que depois eu poderia sentir algum desconforto, mas qualquer coisa bastava eu usar uma pomada para assaduras que me ajudaria.
Fui para a casa relaxado, de saco vazio e muito feliz dormi como um anjo. No outro dia pela internet comecei a ler contos, ler experiências e encontrar e conversar com outros homem principalmente da minha faixa etária que passava por algo parecido e logo comecei a fazer novas amizades me dando força para por em pratica novas ações para principalmente com meus filhos.

Continua…

Autor: Mrpr2

Contatar mrpr

Comentários 0

Nenhum comentário foi adicionado ainda