Loucuras na Casa de Praia Final

BR

O anunciante não colocou nenhuma foto
1 ano atrás 776 hits ID #1982

Descrição

Olá, me chamo Leonardo e nesse conto vou contar a 3ª e ultima parte do conto Loucuras na Casa de Praia! Parte 1 e 2. Bom, depois que o Alex chegou na casa de praia do Robério e tivemos aquela conversa, nós fomos tomar banho de piscina, e foi ai que tive a visão mais maravilhosa da terra, os dois sem sunga, um na cadeira de sol e o outro tomando banho no chuveiro do lado da piscina, aqueles caralhões pra fora, enormes, só esperando uma fagulha, pra ficarem duros e prontos pra serem chupados, o Alex percebeu que eu não conseguia tirar os olhos dele e começou a bater uma na minha frente, só pra me atiçar, não aguentei e falei “Deixa que te ajudo” e me abaixando, comecei a lamber o pau caralhudo dele, que ficou ereto em questão de segundos, eu começo um boquete, chupando todo de uma vez e depois só a cabeça, passo a língua na cabeça e desço até as bolas, alisando a cabeça avermelhada, vejo os olhos dele revirarem de prazer enquanto a agua do chuveiro cai,molhando seu corpo escultural inteiro, o gosto do seu pau quente misturado com a agua gelada era o céu na terra e então, eu sinto uma coisa quente e gosmenta na minha bochecha descendo na minha garganta, eu engolia tudo, a agua escorrendo no meu queixo, no mesmo momento eu escuto um gemido, me viro e vejo Robério acabando de gozar, de uma punheta deliciosa vendo Alex e eu, suas mãos estavam meladas de porra, que escorregava por entre os dedos e caia nas bolas, tentei me levantar para ir ajudar a se limpar, mas no exato momento, sinto uma mão agarrando meus braços por traz e sinto um pau duro e latejando começando a entrar no meu cu molhado, era delicioso, Alex sabe mesmo como foder alguém, ai vejo o ex vindo em minha direção e se agachando, colocando a boca na minha rola dura e falando “Deixa eu chupar ele pra você” então ele começou a chupar o meu pau, lambendo, sugando o que dava com os movimentos que eu fazia. Uma coisa é certa, era delicioso ser fodido um por e chupado pelo outro. Eu gozo, abaixo a cabeça e vejo que minha porra escorria pelo seu queixo, caindo nos meus peitos, junto com a agua do chuveiro. Os três molhados e em perfeita harmonia de prazer, sinto o Alex jorrando porra no meu cuzinho, ele chupava meu ouvido e dizia “Como eu te desejo, sua putinha”, eu não aguentava mais e quando o Robério parou de chupar a minha porra, gozei de novo,ele voltou a lamber o que despejei. Primeiro lambendo e chupando a cabeça, enquanto massageava meus ovos , o que me fez fazer movimentos circulares no quadril, como se ainda estivesse sendo fodido pelo Alex, que tirou a rola e deu pra ele chupar então se sentou no chão e enfiou a língua no cacete dele, fazendo com que o Alex mordesse a boca algumas vezes e isso só me dava mais tesão, dava pra escutar as chupadas fortes que ele dava no pau dele, então senti um dedo anelar penetrar minha bunda, quando olhei pra o homem que chupava o pau do Alex, ele estava com um dedo no meu cu tentando tirar os resquícios de porra que Alex deixou lá e o dedão se juntou ao anelar para abrir meu orifício, depois colou a língua lá e vi ele sugava até a ultima gota que podia sair. Uns minutos depois e já estávamos bem cansados de brincar, então fomos dormir, os três na mesma cama e nus, claro. Dormimos a tarde toda e umas 20hs todos já estavam acordados, comemos e o Robério sugere uma “saideira” pra podermos voltar pra capital do estado. Nós começamos a nos acariciar, com beijos no corpo um dos outros, primeiro eu beijei o ex, comecei pelo pescoço, fui descendo ate os mamilos onde fiquei mamando durante um bom tempo, ao mesmo tempo em que o Alex e ele se beijavam de língua, depois desci pra barriga e o umbigo, e enfim, cheguei na cabeça do pau, que já estava latejando de tão duro, me levantei e peguei o chantili na geladeira, passei no seu pau todo, como um banana Split e lambi, chupei, comi todo o chantili, enquanto o Alex já estava quase sentado em cima da cabeça dele, que chupava o seu cu, coloquei o chantili do saco até seu buraquinho, Robério batia uma punheta gostosa nele, dava pra ver o saco dele batendo no seu queixo, eu chupava o saco dele, quase engolindo, depois desci ate o cu com a língua e levantei suas pernas, arregaçando-as pra cima e comecei a lamber também, ele então disse “Tu gosta do meu rabo, né? De chupar ele todo! Do mesmo jeito que eu gosto de comer esse seu cuzinho gostoso e apertado” e se masturbava, eu então, me levantei, peguei o gel (ou o que sobrara dele) passei no meu cu e me sentei no pau dele, sem enfiar e comecei indo pra frente e pra trás, indo e voltando até que entrou e ai, eu não quis mas tirar e fui até o final, eu comecei a galopar hora rápido, hora lento, ele delirava de prazer, o Alex, se inclinou e me deu um beijo bem molhado e quente, meu senhor, tudo era quente naquele homem maravilhoso. Ai eu vendo aquele pau enorme do Alex lá, de bobeira, só sendo masturbado, fui de boca, os dois falaram que iam gozar (incrivelmente ao mesmo tempo, que timing em!?) e eu parei no mesmo minuto, me deitei de costas na cama, com a bunda pra cima, só com os ombros e o pescoço encostando na cama, eu puxei pros lados minha bunda deixando meu cu aberto e falei “Gozem aqui dentro, como se fosse num copo” e eles fizeram, começaram a bater uma enquanto se beijavam e eu os ouvi cochichando algo, enquanto massageavam as bolas um do outro, um pouco antes deles esporraram no meu cu, Robério se levantou e pegou mais um pouco de gel, besuntou meu cuzinho que já foi tão fodido naquele dia, não entendi de primeira, mas dai, aconteceu. “Eu vou gozar, se prepara” “Arrebita mais esse cu delicioso pra mim.” Primeiro um colocou a rola dentro do meu cu e, sem eu esperar, o Alex colocou o pau dele ao mesmo tempo também, só a cabeça dos dois. Eu dei um grito de dor, não espera ser fodido por dois ao mesmo tempo. Nossa, ardia pra caralho, mas eles não se movimentavam, só ouvia gemidos e um masturbando o outro, quando senti ao mesmo tempo aquelas coisas quentes no meu cu. Eles fizeram como se fosse literalmente um copo. Foi uma delícia sentir aquelas gosmas quentes se misturando, eles iam foder meu cu ao mesmo tempo naquele momento, mas eu não deixei e sai pra tomar banho, com a mão no cu, fiz parecer que era por conta da dor, mas a verdade é que eu queria que não escapasse nenhuma goda de porra, eu queria beber tudinho, só pra mim. Na ia pra capital, ainda fiz um boquete no Robério, mas depois de uns dias, comecei a me encontrar com o Alex, porem é uma história pra outro conto. Fim

Contatar leonardo

Comentários 0

Nenhum comentário foi adicionado ainda