Eu e Dick meu amor animal.

BR

O anunciante não colocou nenhuma foto
6786 hits ID #1453

Descrição

No segundo dia após a viagem de Luiz meu corninho, estava acabada, afinal de contas sou puta mas também sou humana, o bacanal com os amigos de Edvan me deixaram toda moída, preparei um banho de pedra umi e aroeira a fim de me restabelecer a buceta e o cu arrombados e dilatados, mal conseguia urinar tamanha a dor, afinal foram 10 picas de formas e tamanhos diversos. Confesso que foi uma loucura prazerosa, mais loucura, resolvi ir com calma. Não atendia as ligações de Edvan nem retornava seus torpedos. Passei dois dias na reclusão e nem aos cultos estava indo, para que ninguém ficasse especulando da minha aparência e modo de agir, caminhar, sentar. Uma de minhas cunhadas sentiu minha falta nos cultos e fora até minha casa para saber o que houve. Dei uma desculpa esfarrapada, que sem Luiz aqui não me sentia a vontade de sair só e que no domingo estaria na vigília. Na quinta feira já estava me sentindo ótima e fiz faxina na casa, lavei a garagem e o carro, dei um trato no visual, coisa básica, escova no cabelo, unhas, e fui ao mercado abastecer a geladeira e comprar ração pro Dick, esse coitado foi quem mais sofreu, vivia a me seguir pra onde eu seguisse quarto, cozinha, banheiro, sempre me enfiando seu nariz entre minhas pernas apelando por uma distração. Ao retornar do mercado avistei o carro de Edvan parado próximo a minha casa pensei em despistar mas encarei ele, que pediu pra me dar uma carona a fim de conversar. Meio a contra gosto entrei e coloquei as compras no banco traseiro, ele veio com uma ladainha de desculpas, que não deveria ter agido daquela forma, e estava arrependido, pois realmente estava gostando de mim, e até ficou enciumado dos outros colegas ao me fuderem. Disse que foi ele quem aprontou então sofra as consequências, se ele quisesse me foder daria com prazer, mas essas armações acabariam mal pra alguém, no caso pra mim. Daqui apouco esses amigos dele comentam se é que já não comentaram com outros amigos e passam a me chantagear para sair com eles me cercando? tô fodida, se não der Deus sabe o eles farão, se der vira um circulo vicioso e vai parar na boca do povo. Ele constrangido desculpou-se me deu um vestido lindo de presente e jurou que não ocorreria mais, pelo menos através dele, me deixando em casa querendo uma foda rapidinha, mentir e disse que havia pego uma infecção e estava em tratamento, precisava me curar até Luiz chegar. Ele ficou preocupado e perguntou quanto havia gasto com consulta e remédios, não gosto de levar vantagem de ninguém mas nesse caso vale a pena dar uma explorada nesse viado. Disse que Luiz havia deixado dinheiro para as despesas e utilizei ele pra consulta e medicamentos, ele tirou da carteira cerca de R$ 500,00 reais e me deu e disse se precisasse de mais alguma coisa o procurasse, e por favor atendesse suas ligações. Despedimos e ele se foi, entrei em casa pus os mantimentos na dispensa e fui colocar ração para o Dick. A conversa com Edvan me deixou acesa por pica estava louca pra dar a ele mas também ele merecia um castigo. Coloquei a ração e Dick enfiou o focinho debaixo da minha saia acertando meu rego, lambendo minha bunda, minha buceta piscou na hora e ali mesmo levantei a saia empinado minha bundona esfreguei em seu focinho meu rabo que ele lambia apressado montando em minhas pernas querendo meter. Me desfiz da saia puxei uma cadeira e arreganhei as pernas pro Dick que enfiou o focinho e lambia minha boceta e pulava entre as pernas para tentar meter a pica que estava um palmo pra fora uma pica enorme. procurei acalma-lo e me abaixei puxando ele para mim peguei em sua pica punhetando e ele se acalmou deitei ele de lado e desci minha boca ao encontro daquele pau maravilhoso chupando e punhetando ele, chupei muito e saia um liquido que sorvia com gosto, lambia seus culhões e voltava a pica engolindo até chegar na garganta podia sentir que prazer estava dando a meu cão ele estava quieto sereno só curtindo sua dona lhe mamando , tirei minha calcinha apoiei os cotovelos na cadeira empinei a bunda e Dick subiu em mim metendo de qualquer jeito sem acertar o alvo, dava pequenas corridas no quintal e voltava enlouquecido voltando a copular mas não entrava, enfiei a mão por baixo da buceta e agarrei sua pica direcionando em minha racha a cabeça entrou e ele apressou as metidas entrando tudo batendo na paredes de meu útero. Um gozo instantâneo me fez arrepiar toda escorrendo sêmen por minhas pernas ele socou profundamente na buceta e ficou parado enquanto o nó ia crescendo e dilatando minha buceta, uma mistura de dor e prazer percorreu meu corpo e ficamos engatados até sua pica escapulir de dentro de mim me enchendo e escorrendo nas minha pernas um balde de esperma. Dick lambia tanto sua pica como minhas pernas e buceta limpando e engolindo tudo. Entrei em casa tremendo de fraqueza e prazer tomei um banho demorado e me deitei. Fiquei a imaginar que loucura mais eu iria cometer, resolvi dar um tempo até Luiz chegar e não me encontrar aos bagaços sem motivos óbvios. Sem antes ficar imaginando como seria bom se Dick conseguisse comer meu cu. Coisa que Luiz corno nunca iria saber ou fazer.

Comentários 1

Nossa adorei por cleiton 2 anos atrás

Nossa adorei