Tamires e Talita

São Paulo, BR

557 hits ID #2038

Descrição

Eu conheci uma gatinha por app de relacionamento há umas semanas atrás, seu nome é Tamires, 1,68, cabelos tipo samambaia, barriga sequinha, bumbunzinho empinado, seios médios delicia e de uma pele bem branquinha, trocamos várias ideias, e como ontem começaram as festividades de carnaval, decidimos nos encontrar em um bloquinho. - Acho que o destino reservou pra gente a melhor época do ano pra nos conhecermos hein? - Rss , por quê? - Carnaval ué, todas as fantasias se realizam. - E eu sou uma fantasia pra você? - Claro, tirou meu sono, todo dia durmo de pau duro depois das nossas conversas. -Rss, então tá, vamos ver se de fantasia eu viro realidade. Marcamos de nos encontrar na concentração de um bloquinho famoso de SP. Ela estava linda. Cabelos soltos, com um biquinho laranja, shortinho curto preto, uma delícia. Nos cumprimentamos com um abraço, tentei colar o rosto pra um beijo, mas não rolou. Ela pediu para que eu fosse com ela até onde estavam umas amizades dela, não vi problema, logo encontramos essa galera e fomos curtir o bloquinho, música, bagunça, bebida e hora ou outra roçava meu corpo suado no de Tamires, minha bermuda não deixava discreto o volume que meu pau já se encontrava e fomos curtindo assim no decorrer do dia. Já mais pro meio da tarde, encontramos uma amiga minha, a Talita, branquinha, cabelo ruivo de farmácia, de óculos, mas muito atraente com um batom vermelho, tinha a mesma pegada de corpo que a Tamires, só um pouco mais de peito e um pouco menos de bunda, estava com um mini short rosa e com uma camiseta preta e por baixo dava pra ver que estava com um top preto também. A surpresa desse encontro, foi saber que a Talita era amiga da Tamires de longa data, dessa forma ela acabou sendo incorporada ao nosso rolê e a bagunça seguiu. Lá pra umas quatro da tarde a chuva começou a pegar pesado e ficou complicado estar na rua. Por sorte estávamos próximo aos prédio onde a Talita morava e ela sugeriu nos dar abrigo lá, acho que estávamos em umas 8 pessoas, fomos todos para o AP, bebidas cigarro, alguma galera se pegando, inclusive eu e a Tamires no sofá da sala. Já eram umas 9 da noite quando o último dos convidados foi embora e ficamos apenas, eu, Tamires e Talita. Estava dando um beijo ardente em Tamires enquanto Talita voltava de ter ido até o térreo levar o cara que tinha ficado com a gente até então. - E vocês, não vão para um motel não, rss – Disse Talita rindo. - Ai miga, deixa disso. Respondeu Tamires. Talita se juntou a nós no sofá, ficamos rindo e falando besteiras, mas demorou pouco, logo já estávamos falando de putaria. - Sobrei no carnaval, invejinha de vocês. Disse Talita tomando uma taça de vinho. - Ah se junta a gente, eu disse rindo e sem maldade. Ela riu, a gente não consigo pensar em trisal. - Já pegou menina? Perguntei. Ela balançou a cabeça em negatividade. - Quer tentar? Disse Tamires para meu espanto. Talita riu levando na brincadeira, porem Tamires insistiu. -Carnaval gente, vamos deixar os pudores de lado. Todos rimos, mas elas começaram a se olhar de um jeito estranho. Talita balançou a cabeça e disse. -Experimentar né. Aproximou o rosto do de Tamires, que segurou sua nuca delicadamente e começaram um beijo, singelo, lento, porém extremamente excitante. Eu fiquei maravilhado com a cena, os lábios se soltaram e por um breve segundo deu pra ver um filete de saliva que unia as duas bocas. Talita ficou sem graça. -Mas você não vai ficar fora da diversão. Tamires agora se voltou pra mim e me agraciou com seus lábios macios, língua quente, agora eu já estava com mais tesão, uma mão em sua coxa e outra em sua barriguinha, o beijo foi ficando mais intenso. - Agora os 3. Tamires promoveu o beijo triplo, as 3 línguas dançando juntas, dei uma chupadela nos lábios de Talita, depois fiz o mesmo com de Tamires e colocamos nossas línguas pra brincar. Agora foi o momento que coloquei minhas mãos pra trabalhar, colocando uma mão na nuca de Talita e a outra dentro do short da Tamires. Já sentia sua bucetinha pulsando, Talita me puxou pro beijo só com ela e foi tirando minha blusa. Tirei a mão de dentro do short e também tirei a camiseta de Talita, Tamires veio participar e levantou o top que estava por beijo, deixando os belos seios de Talita a mostra, branquinhos e com os bicos marronzinhos durinhos. Fui no esquerdo e Tamires foi no direito, deliciosos, macios, com a língua cheia de saliva dei voltas e voltas circulares no seu biscoitinho e por vezes revezava dando chupadinhas com os lábios no biquinho, o primeiro gemidinho veio, olhava pro lado e via Tamires com o mesmo cuidado, sua língua delicadamente fazendo um movimento de pra cima e pra baixo no biquinho do seio que ela escolheu pra brincar. Coloquei a mão direita no seio de Tamires ainda por cima no biquini, apertei com gosto no primeiro momento, depois massageei de forma gostosa, ela colocou sua mão sobre a minha acompanhando os movimentos, mas sem largar a boca da teta da Talita. Sentamos Talita no meio do sofá, fiquei a sua esquerda e Tamires a sua direita, continuando a diversão nos seus seios, ela soltou o cabelo e agora acariciava nossas cabeças enquanto mamávamos nela. -Nossa. Hmmmm. Tamires, se ajoelhou de frente pra ela, puxou devagar e com carinho seu short e sua calcinha, e começou a fazer um oral gostoso para Talita. Nessa hora só pensei em curtir o momento e comecei a tocar uma enquanto Talita era chupada. Sua bocetinha tinha pelos pretos ralinhos, Tamires lambia da base até o grelo, chegando lá dava um bom banho de língua no clítoris, que fazia Talita arfar. Puxei o laço do biquini de Tamires, deixando seus seios também a mostra e fazendo uns toque gostosos nele, agora Talita já gemia e vendo meu pau pra fora começou a toca-lo timidamente. - Migo disso eu sei que eu gosto, rss, mas nunca pensei que ia tocar o seu, ele é bem bonito. - Só curte. Tirei de vez minha bermuda e levei meu pau pra ela chupar enquanto era chupada, no começo ela foi bem, mas depois vi que ficava confusa em me chupar e receber a língua de Tamires, então deixei que ela curtisse seu momento, porém não demorou muito e logo ela gozou na boca da Tamires, que se levantou com o rosto molhado e um olhar bem safado. Não resisti, a coloquei no sofá de pernas abertas e tirei seu short e a parte de baixo do biquini, agora estávamos os 3 nus, sua bocetinha estava raspadinho e assim como ela fez com a Talita, coloquei a cara na sua cetinha e comecei os trabalhos. Comecei beijando bem devagar sua virilha, as laterais da buceta, passando o dedo nela de leve, beijando a parte interna de suas coxas e roçando a nariz na bucetinha. Dei 3 lambidas bem lentas pegando lá da base até seu grelinho, o que fez ela começar a gemer gostoso, na terceira lambida, fiquei ali dando atenção pro grelinho com a minha língua, fazendo voltas e voltas ao redor dele, e depois beijando, tudo bem devagar, coloquei o minha o dedo do meio pra acariciar o grelo da Talita, que tinha se posicionado ao lado da Tamires. Continuei fazendo movimentos em círculos lentos, mas com um pouco mais de pressão na língua, naquele grelinho gostoso. Voltei a chupa-lo e agora Tamires acariciava os próprios seios com os dedos, não demorou para que Talita, de forma tímida, fosse ajuda-la nessa tarefa. Enquanto a amiga era chupara, Talita acariciava os seios de Tamires e por hora os chupava, bem focava e de um jeito bem gostoso, o que só fez aumentar os gemidos de prazer de Tamires. - Vocês são ótimos. Agora fazia movimentos pra um lado e pro outro em cima do grelinho de Tamires, nem muito lento, nem muito rápido, mas ver como ela estava lubrificada e gemendo era mais que o suficiente para eu saber que o ritmo estava certo. Talita partiu para o beijo com Tamires, deixando sua bundinha branca virada pra mim, serviu de apoio para minha mão, apertava bem enquanto chupava a boceta da outra. Lambia mais rápido agora, totalmente imerso em tesão, Tamires segurava minha cabeça de encontro a sua boceta, tive um vislumbre dos seus seios que estavam com os biquinhos durinhos e logo estavam na mão de Talita enquanto se beijavam. Deixei dois dedos na forma de gancho e enquanto lambia mais veloz seu grelinho, os coloquei pra dentro para trabalhar seu ponto G. Tamires foi à loucura. -Ahhhhhhhhhhnnnn ahh nnnn, safa..... não.... ahhhh. Estava com o rosto todo molhado, mistura de saliva e do melzinho que saia em abundância de dentro de Tamires, o barulho que meus dedos faziam dentro dela, me enlouquecia. Seus gemidos eram uma sinfonia sem fim e logo, totalmente sem folego e rendida ela gozou, mas gozou muito gostoso. Mal conseguia falar, só arfava me olhando e tirando o cabelo do rosto, Talita estava ao seu lado e com a bundinha empinada pra mim ainda, não resisti, fiquei de pé, segurei na sua cintura e no seu cabelo, a ajustei e forçando sua cabeça contra o sofá comecei a meter bem gostoso, sem camisinha, no pelo e na pele. Tamires apenas olhava com cara de safada, enquanto Talita soltava gemidinhos tímidos enquanto recebia minha rola. Metia forte, sentia sua buceta enxarcada apertar meu membro, ela era muito apertadinha. Soltei dos seus cabelos e comecei a estimular seu grelo enquanto metia, nisso ela jogou sua cabeça nos seios de Tamires e começou a lamber e mamar neles enquanto eu passava a vara nela. Tamires, ficou na mesma posição que Talita, uma do lado da outra de quatro no sofá, se beijavam e enquanto metia em Talita, dei vários tapas na bunda de Tamires. Aproveitando sua pró atividade, tirei o pau da Talita e fui agora meter na Tamires, era a aquela buceta que eu tinha ido buscar quando resolvi sair de casa mais cedo. Quentinha, mais molhada que a de Talita, comecei a socar, e elas permaneceram se beijando. Elas riam muito de tudo e sempre faziam cara de safadas, Tamires gemia mais alto, começou a estimular o próprio grelo enquanto eu botei mais forçada nas socadas, gozou novamente, soltando um gritinho. Tirei meu pau pra fora e numa velocidade que me assustou, Talita veio e o puxou para chupar, meio apressada, mas bem gostoso, Tamires também veio e fizeram meu membro de parque de diversões. Talita chupava a cabecinha enquanto Tamires chupava minhas bolas, depois mudaram os movimentos, Talita ficou lambendo o corpo do membro enquanto Tamires lambia a cabeça, elas mesclavam beijos com minha rola no meio, eu já não me segurava até que gozei um jato que foi direto no sofá. Sentei no meio delas e ficamos fazendo chamegos uns nos outros. - Acho melhor a segunda rodada ser na cama, disse Talita. - Vocês podem ir na frente, estou preguiçosa, disse Tamires. E assim fomos, deitei na cama de pallet de Talita a beijando, não demorou muito e ela estava sobre minha, encaixando minha rola em sua bucetinha maravilhosa. Ela rebolava gostoso e começou a gemer alto quando decidiu cavalgar. Massageava seus seios quando Tamires se junto a nós e sentou do meu lado, apenas observando com a mão sobre sua buceta enquanto eu fodia nossa amiga. Levantei e peguei Talita de 4 novamente e voltei a meter forte, coloquei a cabeça de Tamires sobre a bunda de Talita, era tirava a rola de dentro de uma pra colocar na boca da outra e nessa altura nenhum dos 3 parava de gemer. Tamires ficou de frente pra Talita e deu sua bucetinha para ela chupar enquanto eu continuava mandando ferro lá atrás e ela de um jeito bem safado colocou a língua pra trabalhar. Eu já não aguentava mais, tirei o pau pra fora e coloquei para as duas, agora gozei um pouco na boca de cada e estava exausto, lembro apenas de deitar e logo dormir. Acordei no meio das duas, parece que também não aguentaram e caíram no sono. Fui pra sala buscar meu celular e pouco tempo depois Tamires apareceu nua atrás de mim. - Dormiu bem? Papo vai e papo vem, alguns minutos depois aparece Talita. - E vocês, não vão para um motel não? Só que agora as pernas de Tamires estavam sobre os meus ombros enquanto eu socava violentamente naquela bela transa matinal. - Vem se juntar com a gente. -

Contatar lyon