Meu marido gozou com minha prima

Minas Gerais, BR

62 hits ID #2021

Descrição

Meu marido gozou com minha prima Sou a Beth, casada com Andrey a dez anos e sempre primamos pelo costume e uma vida regrada dentro da fidelidade conjugal; mas, como todo casal tem os seus segredos, nós também desfrutávamos de fantasias dentro da nossa conjugalidade não seguindo as tendências de um relacionamento aberto. Normalmente, fazíamos comentários antes do sexo sobre artistas famosos, ou determinada pessoa bonita que cruzamos nas ruas, de certa maneira era um estopim para acendermos um tesão na cama e termos relações sexuais de tirar o folego; mas não passava de comentários e lampejos eróticos em nossas mentes. Um dia sem a menor explicação, quando o Andrey me instigava comentando sobre o lindo ginecologista que havia feito exames em minha pessoa durante a tarde, eu falei para ele que chamaria a Elba (minha prima) uma jovem de vida livre e ninfomaníaca, que vez por outra comentava que um dia daria uma grande trepada com o Andrey meu marido. E disse que colocaria ela na cama para fazermos um ménage à trois apimentando o nosso relacionamento. Em resposta ela falou que não, porque poderia ser um motivo para nossa destruição; os comentários que fazíamos era apenas palavras eróticas e nada mais. Não sei se por ironia do destino ou artimanha do diabo, passando-se três dias a Elba veio para a nossa casa no final de semana porque um cantor famoso estaria se apresentando na casa do show “Granfinos” aqui em Belo Horizonte. Naquela primeira noite combinei com a minha prima para enganarmos o Andrey, de maneira que ela entraria no quarto e transaria com ele; traçamos o plano e esperamos a hora chegar. Já era por volta de 21:30 horas, e chamei o meu esposo para dormir enquanto a Elba também foi para o seu aposento. O nosso combinado era que a Elba desligaria a chave de energia que ficava fora do quarto, eu iria buscar uma luz de emergência, e nesse meio tempo ela entraria e teria uma relação sexual com o Andrey. Logo após estamos na cama passados alguns minutos dando um grande amasso no meu marido, vimos quando tudo ficou escuro, e eu falei que buscaria a lâmpada de emergência porque não gostava de ficar em trevas. Imediatamente sai do quarto, enquanto a Elba entrou tateando, e ao encontrar o Andreu totalmente excitado ela subiu no seu abdome inserindo os 18 cm grossos de pica em sua vagina. Então ouvi a voz dele dizendo: Sua safadinha, preferiu o escuro para fantasiar que está o ginecologista; como castigo eu vou desferir uma rajada de pica em você, e quando nós gozarmos farei a limpeza da sua buceta com a minha língua lhe promovendo um novo gozo; de maneira que em poucos minutos ouvir os dois gemendo e se debatendo na cama como dois adolescente na primeira relação sexual. Então novamente ouvi quando o Andrey dizer: “Não sei o que aconteceu com você, porque hoje estás mais gostosa, e com a xoxota um pouco folgada, parece que colocou um dildo maior dentro da sua buceta”. Foi nesse exato momento, nós duas caímos no riso, e acendi a lâmpada de emergência, de maneira que ele ao ver que estava com a minha prima ficou perplexo sem palavras e ao mesmo tempo o seu pênis tornou-se totalmente ereto, parecendo um pouco maior. Involuntariamente, fomos em direção um ao outro, e ele como havia prometido começou a fazer um sexo oral na Elba, e ela por sua vez chupou o meu clitóris com a sua língua macia e bastante lubrificada, bem melhor do que a do Andrei. E nesse cenário de luxúria, a Elba gozou novamente, momento que subi no Andrey e cavalguei com muita força dando uma devida punição, por ele ter inundado as entranhas da minha prima. Logo após, o Andrey estava sem força devido aos dois grandes orgasmos, e eu continuei a festa com a Elba; salientando que não somos lésbicas; mas, o sexo entre duas mulheres e um verdadeiro mistério. Passado, um intervalo de uma hora e meia, estávamos deitados na cama completamente sem roupas, e o Andrey sentindo-se renovado, pegou novamente a minha prima, e os dois fizeram sexo copiosamente como um casal feitos um para o outro; enquanto eu contemplava aquele quadro de estupor e beleza que é a sexualidade humana; e ao mesmo tempo promovia uma prazerosa masturbação, evento que nos fez gozar ao mesmo tempo. Essa foi a minha primeira e última experiência com ménage à trois feminino; embora o Andrey tenha prometido que quando encontrar um amigo de confiança que não more na nossa cidade; ele permitirá que o mesmo transe comigo, na condição de usar preservativo; espero ansiosamente por esse dia. :. Matrix E-mail: [email protected]

Contatar Leonardo